Projeto Ativa Idade

O Projeto Ativa Idade busca desenvolver atividades que possam contribuir com o desenvolvimento da cidadania, autonomia e da sociabilidade de idosos e “jovens” com idade intermediaria de 55 anos, bem como trabalhando o fortalecimento dos vínculos familiares, o convívio comunitário, a prevenção de situações de risco social e de saúde física e emocional. Assim, buscando empoderar, resgatar e valorizar o papel social da pessoa idosa por meio de atividades que tornem a participação mais concreta, ativa e saudável na sociedade.

O projeto visa o resgate da autoestima e valorização pessoal do idoso com reprogramação dos movimentos corporais de forma harmônica, através da dança, aulas de inclusão digital, roda de conversa, dinâmicas, oficinas com profissionais de diversas áreas de conhecimento, melhorando a qualidade de vida no dia a dia, potencializando o resgate emocional e condição de escolher e decidir da pessoa idosa.

Este projeto tem como base filosófica o "SER HUMANO", é possível que a pessoa idosa tenha vez e voz para compartilhar e expressar suas ideias e experiências com as diversas áreas profissionais e com a sociedade em geral. No entanto, essa parcela considerável e expressiva, encontra-se em sua maioria, alheia ao contexto tecnológico que se vivencia atualmente. Exemplo disso e bem notório é a grande dificuldade e, porque não mencionar, os mais desagradáveis constrangimentos a que essas pessoas se submetem quando precisam utilizar os sistemas de facilitação e agilização da rotina de nossa sociedade como o bancário, comercial e autoatendimento em geral. É incontestável a necessidade de aprimorar e capacitar nossos idosos para a vida moderna, para que exerçam a cidadania e tenham direito à qualidade de vida.

Percebemos que o tricô, crochê, bordado, cestos e outras atividades são relevantes, cada qual com sua importância e objetivos, pois estão ligadas à promoção social e de saúde, porém isso não é suficiente, pois, de um lado têm-se a vida moderna exigindo cada vez mais conhecimentos e práticas que os idosos têm capacidade para aprender, discernir, avaliar, contextualizar, criticar e adaptar-se a tudo isso, pois gozam da "Melhor Idade".

Forma de Execução das Ações:
Poderão participar deste projeto as pessoas que congregam a chamada “Melhor Idade”, ou seja, pessoas idosas que tenham 60 (sessenta) anos ou idade intermediaria a partir de 55 anos, desde que estejam cadastrados na Fundação Manoel de Barros, na Rua Ceará, 119, Bairro Miguel Couto – Campo Grande/MS. No ato do cadastramento é solicitado ao usuário um atestado médico, onde será apresentado um diagnóstico de aptidão física para o desenvolvimento das atividades, que será arquivado junto à ficha.

O trabalho seguirá uma sequência técnica de ensino, em nove (9) encontros semanais:

• Oficina de Dança/Ginástica Aeróbica,
• Oficina de Inclusão Digital,
• Oficina Momento Saber Mais (oficinas, dinâmicas, palestras, com atividades individuais ou em grupo),
• Oficina Manhã Saúde (atividades voltadas para o esporte e lazer),
• Oficina de Canto,
• Oficina de Tai Chi Chuan e Do-In (técnicas de arte marcial chinesa que incorpora movimentos lentos com relaxamento e automassagem),
• Oficina “Bem-estar” - atendimento de Pilates e Hidroterapia,
• Apresentação de evidências (evento realizado no mês de outubro com apresentações das ações desenvolvidas pelo projeto Ativa Idade do ano que findou.

Alunos já participaram

Alunos Formados

Edições Realizadas

Projeto Ativa Idade em números

Galeria